odeio despedidas
maddie
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 07/03/23 01:36
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 1min
Apreciadores: 1
Comentários: 0
Total de Visualizações: 74
Usuários que Visualizaram: 2
Palavras: 200
[Texto Divulgado] "cinzas" E sobre o monte mais alto fiz a promessa de atirar tuas cinzas ao vento. para o destino infinito que é a sua eternidade.
Não recomendado para menores de catorze anos
Notas de Cabeçalho

para todos aqueles que me fizeram partir...

Capítulo Único odeio despedidas

eu odeio despedidas.

quando nos desencontramos nos caminhos dessa vida, você não me deu tchau. você também odeia despedidas.

mas, se as odeia, por que foi embora? por que resolveu me deixar, sozinha, e partir, sozinha?

pior ainda, por que mente? a quem mente? para mim? para você? para todos? eu e você sabemos, ao menos eu sei.

como ousa dizer que fui eu quem fui embora quando você me virou suas costas e partiu sozinha? esperava que ficasse aqui, solitária (não que não esteja acostumada com isso), parada, esperando por algo como sua volta ou um milagre?

quando você se afastou eu também fui embora, mas não fui a primeira (e quem sabe nem a última). mas eu disse tchau antes de sair, mesmo que você não estivesse aqui para ouvir.

odeio despedidas, mas elas são necessárias como é necessário seguir em frente. caminhar é um pé na frente do outro e, para seguir um passo adiante, é necessário despedir-se de onde está. e esta é a diferença primordial entre nós: eu odeio as despedidas, mas faço questão de fazê-las, enquanto você parte sem sequer dizer tchau. e essa é a única coisa que eu odeio mais que despedidas.

❖❖❖
Notas de Rodapé

...com suas próprias partidas.

Apreciadores (1)
Comentários (0) Ninguém comentou este texto ainda. Seja o primeiro a deixar um comentário!

Outras obras de maddie

Outras obras do gênero Drabble

Outras obras do gênero Drama

Outras obras do gênero LGBT

Outras obras do gênero Reflexivo