I drink to get drunk
6 de Janeiro
Tipo: Lírico
Postado: 09/07/18 22:34
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 46seg a 1min
Apreciadores: 2
Comentários: 1
Total de Visualizações: 114
Usuários que Visualizaram: 6
Palavras: 123
[Texto Divulgado] "O olhar de Jurema" Jurema, uma brasileira comum, tem seu dia a dia e sua reflexão sobre sua vida narrada neste conto, que visa mostrar uma breve descrição do brasileiro em geral.
Não recomendado para menores de dezoito anos
Capítulo Único I drink to get drunk

Eu não me reconheço

(agradecendo a Deus por estes momentos)

Eu vivo entre o barulho

Entre a pancadaria

Esperando por alguém que me esfrie

Eu sou apenas seda

Não sinto minha pele

Meus dentes são frouxos

E o coração bate na goela

Temo por esta quentura em minha pele

Mas o cheiro da erva é eminente

Eu sou leve

Minha pele se desgruda

Meus amigos de preocupam

Não quero causar transtorno

Talvez eu ame ser magnética

Eu atraio os piores rumores

Meus olhos ardem

Contenho o choro

Não quero estragar sua noite

(ou vomitar ao som de Ozzy)

Todos me olham como se eu fosse indigente

Sou mais bonita do que aparento?!

De repente quero fugir

Mas não há lugar que me contemple.

❖❖❖
Notas de Rodapé

Talvez, isso seja um tipo de narcisismo.

Obrigada por NÃO vomitarem ou som de Ozzy comigo.

Apreciadores (2)
Comentários (1)
Postado 20/10/18 00:22

acho que é narcisismo às avessas é mavilhoso isso que tu faz com minha pele, com o ar ao meu redor. eu senti um campo magnético e bocas e olhos e palavras e sentimentos alheios grudaram em mim e essa leveza cheia de susto com umas agulhas por baixo. te admiro pra caramba. parabéns

Postado 21/10/18 22:53

Obrigada, escrevi esse texto completamente bêbada e largada na calçada gabshsjshsjsgsj

Fico feliz por ter te passado exatamente as sensações que eu senti enquanto escrevia, obrigada pelo apoio ❤

Outras obras de 6 de Janeiro

Outras obras do gênero Drama

Outras obras do gênero Erótico ou Adulto

Outras obras do gênero Reflexivo