O desejo cadente da Disney. (Em Andamento)
Cria de Minerva
Usuários Acompanhando
Tipo: Antologia Poética
Postado: 19/11/20 02:05
Editado: 19/11/20 02:06
Gênero(s): Drama Poema Reflexivo
Qtd. de Capítulos: 1
Cap. Postado: 19/11/20 02:05
Cap. Editado: 19/11/20 02:06
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 1min
Apreciadores: 4
Comentários: 4
Total de Visualizações: 436
Usuários que Visualizaram: 9
Palavras: 230
[Texto Divulgado] ""
Livre para todos os públicos
O desejo cadente da Disney.
Notas de Cabeçalho

Este é um projeto onde pretendo trazer os contos de fadas com uma pitada de realidade. Como seriam sem toda a mágia infantil? Para ilustrar o primeiro, escolhi a minha personagem favorita: Alice. Espero que gostem♥

Conto [de fadas]1 O verdadeiro País das Maravilhas

Amanheceu, o sol já está lá fora

e, em meio ao clarão da aurora,

o coelho já recanta: “atrasada está, ora, ora.

Se levante, sem demora.

A rainha, vontade tem

de cortar sua cabeça fora”.

Essa não foi a visão que vi pela janela ontem...

“Não se atrase! Esteja lá antes que as flores brancas brotem!”

-o coelho dizia. Mas poderia eu

encarar essa cena, sem tamanha azia?

Estaria louca? Mas não importa, já estou de barriga vazia!

“Coma-me”

dizia o bilhete. Mas, ora veja bem!

Não era nem mesmo um banquete.

Apenas um bolinho, logo ralhei:

“Isto não alimentaria nem um passarinho!”

De nada adiantou, a resposta não veio.

Escolha não me restou,

do bolinho, saboreio.

E sinto-me tão pequena.

Pela minha segurança, anseio.

E então, percebi. Minha mente me condena!

Acredite, eu não estava fazendo apenas uma cena.

E também, não sou merecedora de pena.

Na verdade, certa mesmo, estava a lagarta.

Exército de cartas nenhum me salvaria. Nem o de Espartas!

Ou seria espadas?

Agora, já estou nessa presepada.

Minha mente entra em declínio. Nada me agrada.

Mas, não estava eu, desde o início, fugindo dessa furada?

De nada tem País da Maravilha.

Se com essas fantasias, minha mente apenas me humilha.

Voltarei eu, para rotina.

Saio pela toca do coelho,

em busca da guilhotina.

Seguirei o seu conselho,

Sem mais devaneios. Terei resiliência...

Enfrentarei a abstinência.

❖❖❖
Apreciadores (4)
Comentários (4)
Comentário Favorito
Postado 19/11/20 13:13

Sabe quando você observa algo e não compreende e essa falta de compreensão te motiva a ler mais? Foi o que eu senti lendo. Eu amo textos assim, que pedem ao leitor mais atenção e interpretação sem ser massante, extenso demais ou confuso. Você me lembra um pouco da senhora Lispector. Eu não entendo os textos dela, mas amo. São simples e complexos de um modo que não sei explicar. Pra mim, como leitor, você tem bastante talento. Se fosse cinema diria que você faria parte daqueles filmes mais alternativos, onde cada apreciador enxerga algo que o público mais massivo não consegue ver. Você escreve cenas também? Se não escreve deveria se arriscar.

Me alonguei muito, mas é isso. Escreva mais. Sem pressa. Você tem um dom nisso.

Postado 23/11/20 23:51

Mais uma vez seus comentários tão fofos que aquecem o coração, obrigada! Só a menção a Clarice me fez saltar os olhos da órbita e o coração acelerar, elogio melhor que esse? Definitivamente não existe!

Sobre sua sugestão, nunca tentei escrever cenas. Tentarei, mas não prometo que ficará bom (não crie expectativas) hahahhaha.

Um abraço♥

Postado 22/11/20 08:01

Como já disseram acima, você tem muito talento. Foi poético, simples e ao mesmo tempo complexo. Li com uma boa leveza apreciando cada verso com um certo carinho, pois também gosto dessa história.

Postado 23/11/20 23:53

Ah, obrigada! Alice me acompanhou por todas as partes da minha vida, sou alucinada pela personagem e todo o simbolismo que envolve a história. E fico feliz que, através do uso de minhas palavras, eu tenha conseguido sensibilizar um outro admirador. Obrigada pelas doces palavras e comentário ♥

Postado 27/06/21 20:54

Quando eu era criança, detestava a Alice! Mas quando eu entrei na faculdade, participei de um teatro e fiz o papel dela, e acabei me apaixonando hahahahaha

Adorei poder ler sobre ela desse modo, escrito em versos tão bem feitos, tão bonitos, e ainda com esse final sombrio!!

Parabéns, Srta. Minerva! Espero muito que algum dia dê uma continuação a essa obra!

Um grande abraço <3

Postado 28/06/21 11:33

Simplesmente perfeito! Estou diante de uma verdadeira obra de arte!

É preciso reconhecer uma quando se vê...

A forma como você teceu os versos e a simbologia do texto foram perfeitas, ainda mais no quesito da adequação aos nossos dias. O estresse, a correria de quem vive atormentado pelas agruras do trabalho e o desejo de fugir disso tudo...

Amei mesmo!

Se fosse um concurso você ganharia com certeza. Parabéns!!!

P.S.: Aguardando os próximos, hein?!