A tempestade de areia
Cria de Minerva
Tipo: Lírico
Postado: 11/01/21 18:12
Gênero(s): Drama Reflexivo
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 53seg a 1min
Apreciadores: 2
Comentários: 2
Total de Visualizações: 44
Usuários que Visualizaram: 5
Palavras: 142
[Texto Divulgado] "Agostinho dos Santos" Uma parte da vida pode ser esquecida ou ficar na nuvem, no limbo mas, um dia ela cai com tudo em você.
Livre para todos os públicos
Capítulo Único A tempestade de areia

Entrei nessa tempestade de areia há tanto tempo que nem me lembro mais.

Mantinha a ilusão que isso me acalmava, que estava tudo bem, que éramos amigas.

Mas o que aconteceu de verdade?

Não passava de uma estúpida miragem, que fazia-me acreditar em suas palavras doces.

A verdade? A areia estava em meus olhos, cegando-me. Oh, céus! E agora?

A areia entupia-me os ouvidos, pouco a pouco me deixando surda. Oh, céus! E agora? O que vou fazer?

A areia adentrava o nariz, sugando todo o ar que me restava, ocupando espaço no meu pulmão. E agora?

A areia fez meu coração parar de bater, desistir de seguir em frente. Me fez acreditar que não existe nada após o deserto, eu tenho que me contentar com o clima árido, com a garganta seca.Afinal, ninguém vai me oferecer algo melhor que isso. Certo?!

❖❖❖
Apreciadores (2)
Comentários (2)
Postado 11/01/21 22:37

As descrições acompanham o sufocar do eu poético. O leitor consegue se ver dentro da tempestade deste coração, assim como seus sentimentos e a situação trágica que ele vive. O lirismo é encantador, mas melancolico.

Obrigada por compartilhar conosco.

Parabéns, Minerva ♥

Postado 12/01/21 10:50

Ah sim, vai oferecer sim coisa melhor. Eu não sei porque tenho essa sensação, mas a tenho.