Lucas descobriu
Sjowmalf
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 18/05/21 15:47
Editado: 18/05/21 17:09
Avaliação: 10
Tempo de Leitura: 2min a 3min
Apreciadores: 5
Comentários: 3
Total de Visualizações: 451
Usuários que Visualizaram: 6
Palavras: 366
[Texto Divulgado] "Luna Nostra" Um trilionário terráqueo visita velhos amigos de outro mundo em busca de socorro.
Não recomendado para menores de catorze anos
Notas de Cabeçalho

Esta é uma obra de ficção. Nomes, personagens, eventos e incidentes são produtos da imaginação do autor. Qualquer semelhança com indivíduos reais, vivos ou mortos, ou eventos reais são puramente coincidentes.

Capítulo Único Lucas descobriu

Lucas descobriu o verdadeiro nome de Beatrix no fórum Confissões dos Anjos.

Profissionais do sexo, atrizes pornô, dançarinas. Ali era onde podiam compartilhar histórias.

Ele sabia que metade eram mentiras criadas por patifes à toa de meia idade. Beatrix não era.

Lucas prestou atenção, e viu o comentário que a chamou pelo nome verdadeiro.

“Eu te conheço, você é a [ERRO], de Porto Velho, a do sotaque fofinho. Você dança demais, minha senhorita! *tira o chapéu*”

Beatrix chamou-lhe a atenção, com jeitinho é claro. Beatrix sabia ser nada produtivo esnobar alguém que elogia.

O comentário foi deletado depressa, mas não o suficiente.

Lucas tinha olhos rápidos, e um jeito de ser desgraçado ainda mais.

Ele encontrou na mídia social os perfis profissionais.

E particulares, de Beatrix.

E do papai e da mamãe.

E assim, Lucas foi ao trabalho.

Fez uma viagem até Porto Velho e a esperou nos degraus de uma charmosa maloca, num cantinho do Areal, difícil de encontrar.

Ele pensou em esperá-la no clube, prontamente mudando de ideia ao ver dois ciborgues de 1,90 na entrada.

Lucas tirou o pendrive do bolso e o esfregou entre dedos.

Estava ficando quente.

A ideia cheirava. Fedia mesmo.

Lucas seria o chantagista oficial de Beatrix. Lucas mostraria o que ele tinha no pendrive, e, para efeito, diria “Sou um grande fã”.

E “Sou tão fã que sei onde mora. Sei quem é sua mãe e seu pai, também.”

E torceria a faca.

“R$1000 até quarta-feira, ou seus velhos terão uma ideia diferente sobre a [ERRO] deles”, ele mugiria.

Genial.

3h20: um carro parou em frente à maloca.

Ela saiu do banco de trás, exausta e feliz depois de uma noite de trabalho.

- Tchau papai, tchau mamãe! Obrigado por irem me ver no clube, eu amo quando vocês vão.

- Você está dançando cada vez melhor, pequena.

- E cada vez mais linda!

- Amo você!

- E eu amo vocês!

E o carro a espera entrar em casa.

Ainda a sorrir, ágil, corpo dançarino esguio coberto pela parca, ela desfila até a maloca, sem dar atenção à sombra humana em confusão a assombrar ali perto.

Lucas tinha nada.

Lucas ficou quieto.

Lucas dirigiu mil quilômetros para descobrir que era um infeliz.

❖❖❖
Notas de Rodapé

Moral da história: a segurança de nossos filhos está fundada no apoio que damos a eles, e não só em teto, alimentação, educação. Pais queridos, apoiem seus malditos filhos.

Apreciadores (5)
Comentários (3)
Comentário Favorito
Postado 18/05/21 20:52

Com todo o respeito .. Lucas era um tremendo de um arrombado, isso sim. E que bom que se arrombou ainda mais com tão revigorante desfecho (para minha singela pessoa, ao menos, foi)!

Ah, que mundo diferenciado e, ouso dizer, BEM melhor teríamos se os todos pais de fato pudessem cuidar, educar e apoiar seus malditos filhos de uma maneira tão positiva que me beira à utopia! Mas, ler esta obra foi um alento, ainda que imaginário e temporário!

Excelso trabalho, Sr Sjowmalf! Tens se mostrado um autor versátil, isso é louvável por demais!

Respeitosamente,

um ser que viajaria mil quilômetros só para gritar "chupa, seu trouxa!" para esse "protagonista" imbecil, True Diablair.

Postado 19/05/21 14:24

Acho que o senhor Diablair já disse tudo, Lucas era um tremendo de um arrombado que queria colocar medo em uma jovem por simples diversão, deve ser do tipo que assiste Peaky Blinders e se acha muito sarcástico e psicopata... Mas é apenas infeliz, solitário e sem pulsão nenhuma de vida... Temos dó do Lucas.

Que obra maravilhosa, que lição maravilhosa! Muito obrigada por postar ela aqui! É maravilhoso te ver desenvolvendo a cada dia mais mais e melhor na escrita, você é incrível!

Postado 21/05/21 22:21

Nossa que moral foda! Adorreiiii~~

Gostei muito do seu conto realmente horável e memorável. Toda a contrução dos movimentos do personagem e pensamentos cruéis/mal intencionados com uma perfeita execução e escrita, meus mais sinceros parabéns!

Agradeço por demais por compartilhar sua obra e dar uma lição de moral tão legal no final! Adorei seu texto~~

Assinado uma pequena vampira,

<3

Outras obras de Sjowmalf

Outras obras do gênero Comédia

Outras obras do gênero Cotidiano

Outras obras do gênero Crítica

Outras obras do gênero Crônica