(Per)Versos
True Diablair
Tipo: Lírico
Postado: 27/01/16 12:15
Editado: 24/06/16 18:01
Tags: Sexo
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 3min a 4min
Apreciadores: 12
Comentários: 8
Total de Visualizações: 739
Usuários que Visualizaram: 26
Palavras: 528
[Texto Divulgado] ""
Não recomendado para menores de dezoito anos
Notas de Cabeçalho

Parafraseando a senhorita AzuriSky (minha Mestra nesta vertente literária), "este poema deveria ser classificado como 60+"

Capítulo Único (Per)Versos

Após um bate-papo inspirado

Aconteceu o inesperado:

Um encontro marcado

Num local mais reservado

Chego antes do combinado

Muito bem arrumado,

Perfumado,

Preparado

E é claro,

Depilado.

Você mal chega

E já me beija.

Sem que veja,

Meu pau lateja

Logo parto pro ataque;

Abraço com vontade

Este seu corpo pequeno

Com uma gana que só vendo

E você acaba dizendo:

"Que delícia de moreno...!"

Seu pescoço molesto

Você sussurra que não presto

Mas é sua mão delicada

Que me punheta por cima da calça...

Te prenso contra a porta

Num frenesi sem volta

Você enlaça minha cintura

Com as pernas, que loucura!

Te mantenho fora do chão

Sua língua denuncia o tesão

Sinto sua mão na minha nuca

Enquanto apalpo sua bunda

Isso, morde meu pescoço!

Um pouco de dor até que é gostoso!

Com você ainda dependurada,

Em uma manobra meio improvisada

E sem parar de te beijar,

Consigo para a cama te levar.

Me jogo sobre o colchão:

Você por cima é tudo de bom.

Nossos olhos parecem brilhar

Enquanto as roupas ganham o ar.

Meio vestidos, meio pelados

Continuamos nosso jogo tarado.

Minha boca abafando seus gemidos,

Seu sotaque acabando comigo.

Suas mãos me alisam o rosto,

As minhas percorrem seu cabelo volumoso.

Seios perfeitos contra o peitoral,

Calça legging roçando meu pau.

Você não se aguenta, quer experimentar,

Por sua língua em outro lugar...

Vai deslizando sobre o meu corpo

Beijando, mordendo, fazendo gostoso

Até por fim chegar á cueca

E com rispidez se livrar dela.

"Eita caralho! Pra quê tudo isso?!"

A minha resposta é um devasso sorriso.

Seus olhos cintilam de expectativa

Enquanto a boca se enche de saliva.

A ponta da língua percorre a glande

Seu olhar pergunta, o meu responde:

"Não se acanhe,

Apenas abocanhe."

A boca se abre e se move;

Com jeitinho minha pica engole.

Minha mente logo se perde

Na maestria do seu boquete.

Enrolo seu cabelo na minha mão

Enquanto você aumenta a pressão.

Então exijo a minha parte no jogo

Você dá risada e logo ajeita o corpo.

Em um segundo dou um jeito na calça

A calcinha azul some num passe de mágica.

Por um momento admiro o Paraíso

Cheiroso, molhado e completamente liso.

Você se insinua, anseia que eu prove

Então sem demora inicio o meia-nove.

Te arranco um gemido bem alto:

Clitóris lambido, prazer encontrado.

Gemidos e palavrões preenchem o quarto

Ambos se empenhando à beira do orgasmo.

Com língua, unhas e dentes te ataco

Você apela, não poupa nem meu saco!

Assim não tem como, não sou de ferro...

Começo a gozar, seu nome eu berro.

Sua boceta me encharca, que coisa mais louca:

Você se desmancha enquanto preencho sua boca!

Um prova o que o outro oferece,

Néctar que só um orgasmo fornece.

O almíscar da trepada invade o recinto

Enquanto nos recompomos arfando e sorrindo...

Mano, não pode ser mais perfeito!

Moleca danada, me pegou de jeito!

E essa foi a primeira gozada de várias

Que espero termos nesta madrugada...

A viagem longa está mais que compensando:

Você é a garota que eu estava procurando...

"Nossa! Sua rola ainda está dura!"

"Então aproveita, hoje ela é toda sua."

❖❖❖
Notas de Rodapé

Meus modestos e sinceros agradecimentos à Srta MirandaPriestly por ter criado e editado a capa original (vetada).

Muito obrigado pela leitura e por quaisquer reviews!

Apreciadores (12)
Comentários (8)
Comentário Favorito
Postado 20/09/20 20:17 Editado 21/09/20 15:40

Quando a (per)feição já começa desde o título, a expectativa para a obra em si já é maior que tudo!

E, obviamente, não decepciou em nada!

É inexplicável o modo maravilhoso como você consegue escrever um poema, com as melhores palavras, com as rimas mais bonitas, e com o significado mais incrível e deleitoso, em um belo conjunto geral de pura perfeição!!

É humanamente impossível ler esse poema apenas uma vez. Li e reli tantas vezes, que perdi até a conta, mas o tempo parece não passar durante a leitura, de tão fluida e harmoniosa que é!! Só você para escrever uma obra dessa magnitude e maravilhosidade, Sr. Diablair <3

Ouso dizer que a estruturação do poema, as palavras escolhidas, e as rimas formadas, ditam um ritmo delicioso de leitura, com o qual o leitor vai entrando no clima junto com o casal, em uma crescente excitação e euforia maravilhosas!!

Claro que vindo deste autor magnífico que é você eu não poderia esperar menos... Obra perfeita tal qual o incrível autor o é!!

Um grande, afetuoso, e (per)vertido abraço para você, querido Diab <3

Atensiosamente, uma criatura que adorou imaginar cada cena aqui descrita... você bem sabe como, rs,

Meiling <3

Postado 21/09/20 15:21

Pelo ardor de Satã, que feedback espetacular, me faltam palavras para descrever o quão feliz e orgulhoso suas palavras me deixaram, mein engel!

Muitíssimo obrigado por sempre fazer meu dia e minha vida melhores com todo o seu apoio e entusiasmo!

E sim... Eu sei muito bem como e isso me deixa ainda mais Malícioso!

Postado 27/01/16 19:55

Diaaaaaaaaaaab <3333333

Excelente oportunidade pra reler teus incríveis contos/poemas! <3333333

Postado 26/02/16 08:54

Joooooooy!

Que honra ler uma mensagem dessas! Muitíssimo obrigado, de todoo meu malfido e enegrecido coração!

Postado 26/02/16 15:59

Seu coração não é malfido u.u E nem maldito u.u

Postado 15/02/16 19:02

WOW!

Merecia mais views... caralho...

Postado 26/02/16 08:53

Shahahahahaha! Gratíssimo pela sua leitura e review! Fico muito honrado que tenha gostado!

Postado 06/03/16 22:37

uau...que frisson...ler teu texto me deixou em frenesi...adorei...parabéns...

Postado 10/03/16 04:23

Fico absolutamente lisonjeado com suas palavras, Srta Freitas! Muitíssimo obrigado, de todo o meu doentio e depravado coração!

Gratíssimo, gratíssimo!

Postado 27/06/16 18:00

Impressionante! Tão bom quanto ler Bukowski. Só que ainda acho ele mais sujo, em comparação a este texto. Heh

Postado 28/06/16 14:53

SHAHAHAHAHAHAHA! SÉRIO?! SATÃ, PRECISO LER AS OBRAS DESTE EXCELSO AUTOR ENTÃO!

Muitíssimo obrigado por seu feedback tão positivo e revelador! A honra e o prazer me retumbam no peito agora! Gratíssimo, Sr Thomas! Gratíssimo!

Postado 28/06/16 17:01

Disponha Sir. É um prazer ler seus textos.

Postado 21/08/16 13:38

Toda vez que eu leio esse poema meu pau lateja -qqq

Tem nem o que dizer sobre rele-lo again <3

Postado 21/08/16 23:15

Satan... Eu quem não tenho o que dizee com tamanha ereção! Digo, elogio!

Muitíssimo obrigado, Srta Eduarda! Sério! Gratíssimo!

Postado 05/05/17 13:50

E aqui temos a prova de que eu não estou no meu estado normal. (Se é que eu tenho um...) Moço, eu li isso tudo! Misericórdia! x.x

Postado 05/05/17 16:08

De fato, a senhorita ler este meu tipo de texto só pode significar uma coisa: É O APOCALIPSE!

Muitíssimo obrigado, Moça! Gratíssimo!

Postado 30/05/18 22:33

Nem fodendo que eu não me lembrava desta obra! Caralho, na boa, isso me lembra de muitas coisas de "antigamente"! Hahahahaah

Que saudades de ler teus textos, meu bem! <3

Postado 31/05/18 19:16

Eu que o diga, Srta Tozzi... Eu que o diga...

Muitíssimo obrigado tanto pelo regresso quanto pelo feedback! Espero continuar a vê-la por aqui neste antro, postando e encantando a todos com suas obras! Gratíssimo, gratíssimo!