(Per)Versos
True Diablair
Tipo: Lírico
Postado: 27/01/16 12:15
Editado: 24/06/16 18:01
Tags: Sexo
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 3min a 4min
Apreciadores: 12
Comentários: 8
Total de Visualizações: 686
Usuários que Visualizaram: 25
Palavras: 528
[Texto Divulgado] "Renascentismo" "And it's good to be alive Crying into cereal at midnight If they ever let me out, I'm gonna really let it out"
Não recomendado para menores de dezoito anos
Notas de Cabeçalho

Parafraseando a senhorita AzuriSky (minha Mestra nesta vertente literária), "este poema deveria ser classificado como 60+"

Capítulo Único (Per)Versos

Após um bate-papo inspirado

Aconteceu o inesperado:

Um encontro marcado

Num local mais reservado

Chego antes do combinado

Muito bem arrumado,

Perfumado,

Preparado

E é claro,

Depilado.

Você mal chega

E já me beija.

Sem que veja,

Meu pau lateja

Logo parto pro ataque;

Abraço com vontade

Este seu corpo pequeno

Com uma gana que só vendo

E você acaba dizendo:

"Que delícia de moreno...!"

Seu pescoço molesto

Você sussurra que não presto

Mas é sua mão delicada

Que me punheta por cima da calça...

Te prenso contra a porta

Num frenesi sem volta

Você enlaça minha cintura

Com as pernas, que loucura!

Te mantenho fora do chão

Sua língua denuncia o tesão

Sinto sua mão na minha nuca

Enquanto apalpo sua bunda

Isso, morde meu pescoço!

Um pouco de dor até que é gostoso!

Com você ainda dependurada,

Em uma manobra meio improvisada

E sem parar de te beijar,

Consigo para a cama te levar.

Me jogo sobre o colchão:

Você por cima é tudo de bom.

Nossos olhos parecem brilhar

Enquanto as roupas ganham o ar.

Meio vestidos, meio pelados

Continuamos nosso jogo tarado.

Minha boca abafando seus gemidos,

Seu sotaque acabando comigo.

Suas mãos me alisam o rosto,

As minhas percorrem seu cabelo volumoso.

Seios perfeitos contra o peitoral,

Calça legging roçando meu pau.

Você não se aguenta, quer experimentar,

Por sua língua em outro lugar...

Vai deslizando sobre o meu corpo

Beijando, mordendo, fazendo gostoso

Até por fim chegar á cueca

E com rispidez se livrar dela.

"Eita caralho! Pra quê tudo isso?!"

A minha resposta é um devasso sorriso.

Seus olhos cintilam de expectativa

Enquanto a boca se enche de saliva.

A ponta da língua percorre a glande

Seu olhar pergunta, o meu responde:

"Não se acanhe,

Apenas abocanhe."

A boca se abre e se move;

Com jeitinho minha pica engole.

Minha mente logo se perde

Na maestria do seu boquete.

Enrolo seu cabelo na minha mão

Enquanto você aumenta a pressão.

Então exijo a minha parte no jogo

Você dá risada e logo ajeita o corpo.

Em um segundo dou um jeito na calça

A calcinha azul some num passe de mágica.

Por um momento admiro o Paraíso

Cheiroso, molhado e completamente liso.

Você se insinua, anseia que eu prove

Então sem demora inicio o meia-nove.

Te arranco um gemido bem alto:

Clitóris lambido, prazer encontrado.

Gemidos e palavrões preenchem o quarto

Ambos se empenhando à beira do orgasmo.

Com língua, unhas e dentes te ataco

Você apela, não poupa nem meu saco!

Assim não tem como, não sou de ferro...

Começo a gozar, seu nome eu berro.

Sua boceta me encharca, que coisa mais louca:

Você se desmancha enquanto preencho sua boca!

Um prova o que o outro oferece,

Néctar que só um orgasmo fornece.

O almíscar da trepada invade o recinto

Enquanto nos recompomos arfando e sorrindo...

Mano, não pode ser mais perfeito!

Moleca danada, me pegou de jeito!

E essa foi a primeira gozada de várias

Que espero termos nesta madrugada...

A viagem longa está mais que compensando:

Você é a garota que eu estava procurando...

"Nossa! Sua rola ainda está dura!"

"Então aproveita, hoje ela é toda sua."

❖❖❖
Notas de Rodapé

Meus modestos e sinceros agradecimentos à Srta MirandaPriestly por ter criado e editado a capa original (vetada).

Muito obrigado pela leitura e por quaisquer reviews!

Apreciadores (12)
Comentários (8)
Comentário Favorito
Postado 20/09/20 20:17 Editado 21/09/20 15:40

Quando a (per)feição já começa desde o título, a expectativa para a obra em si já é maior que tudo!

E, obviamente, não decepciou em nada!

É inexplicável o modo maravilhoso como você consegue escrever um poema, com as melhores palavras, com as rimas mais bonitas, e com o significado mais incrível e deleitoso, em um belo conjunto geral de pura perfeição!!

É humanamente impossível ler esse poema apenas uma vez. Li e reli tantas vezes, que perdi até a conta, mas o tempo parece não passar durante a leitura, de tão fluida e harmoniosa que é!! Só você para escrever uma obra dessa magnitude e maravilhosidade, Sr. Diablair <3

Ouso dizer que a estruturação do poema, as palavras escolhidas, e as rimas formadas, ditam um ritmo delicioso de leitura, com o qual o leitor vai entrando no clima junto com o casal, em uma crescente excitação e euforia maravilhosas!!

Claro que vindo deste autor magnífico que é você eu não poderia esperar menos... Obra perfeita tal qual o incrível autor o é!!

Um grande, afetuoso, e (per)vertido abraço para você, querido Diab <3

Atensiosamente, uma criatura que adorou imaginar cada cena aqui descrita... você bem sabe como, rs,

Meiling <3

Postado 21/09/20 15:21

Pelo ardor de Satã, que feedback espetacular, me faltam palavras para descrever o quão feliz e orgulhoso suas palavras me deixaram, mein engel!

Muitíssimo obrigado por sempre fazer meu dia e minha vida melhores com todo o seu apoio e entusiasmo!

E sim... Eu sei muito bem como e isso me deixa ainda mais Malícioso!

Postado 27/01/16 19:55

Diaaaaaaaaaaab <3333333

Excelente oportunidade pra reler teus incríveis contos/poemas! <3333333

Postado 26/02/16 08:54

Joooooooy!

Que honra ler uma mensagem dessas! Muitíssimo obrigado, de todoo meu malfido e enegrecido coração!

Postado 26/02/16 15:59

Seu coração não é malfido u.u E nem maldito u.u

Postado 15/02/16 19:02

WOW!

Merecia mais views... caralho...

Postado 26/02/16 08:53

Shahahahahaha! Gratíssimo pela sua leitura e review! Fico muito honrado que tenha gostado!

Postado 06/03/16 22:37

uau...que frisson...ler teu texto me deixou em frenesi...adorei...parabéns...

Postado 10/03/16 04:23

Fico absolutamente lisonjeado com suas palavras, Srta Freitas! Muitíssimo obrigado, de todo o meu doentio e depravado coração!

Gratíssimo, gratíssimo!

Postado 27/06/16 18:00

Impressionante! Tão bom quanto ler Bukowski. Só que ainda acho ele mais sujo, em comparação a este texto. Heh

Postado 28/06/16 14:53

SHAHAHAHAHAHAHA! SÉRIO?! SATÃ, PRECISO LER AS OBRAS DESTE EXCELSO AUTOR ENTÃO!

Muitíssimo obrigado por seu feedback tão positivo e revelador! A honra e o prazer me retumbam no peito agora! Gratíssimo, Sr Thomas! Gratíssimo!

Postado 28/06/16 17:01

Disponha Sir. É um prazer ler seus textos.

Postado 21/08/16 13:38

Toda vez que eu leio esse poema meu pau lateja -qqq

Tem nem o que dizer sobre rele-lo again <3

Postado 21/08/16 23:15

Satan... Eu quem não tenho o que dizee com tamanha ereção! Digo, elogio!

Muitíssimo obrigado, Srta Eduarda! Sério! Gratíssimo!

Postado 05/05/17 13:50

E aqui temos a prova de que eu não estou no meu estado normal. (Se é que eu tenho um...) Moço, eu li isso tudo! Misericórdia! x.x

Postado 05/05/17 16:08

De fato, a senhorita ler este meu tipo de texto só pode significar uma coisa: É O APOCALIPSE!

Muitíssimo obrigado, Moça! Gratíssimo!

Postado 30/05/18 22:33

Nem fodendo que eu não me lembrava desta obra! Caralho, na boa, isso me lembra de muitas coisas de "antigamente"! Hahahahaah

Que saudades de ler teus textos, meu bem! <3

Postado 31/05/18 19:16

Eu que o diga, Srta Tozzi... Eu que o diga...

Muitíssimo obrigado tanto pelo regresso quanto pelo feedback! Espero continuar a vê-la por aqui neste antro, postando e encantando a todos com suas obras! Gratíssimo, gratíssimo!