O que surge do vazio... (Terminado)
6 de Janeiro Co-Autores Diablair
Usuários Acompanhando
Tipo: Romance ou Novela
Postado: 16/06/18 16:57
Editado: 24/06/18 18:28
Qtd. de Capítulos: 5
Cap. Postado: 16/06/18 16:57
Cap. Editado: 19/06/18 10:19
Avaliação: 9.63
Tempo de Leitura: 1min a 2min
Apreciadores: 4
Comentários: 0
Total de Visualizações: 409
Usuários que Visualizaram: 9
Palavras: 248
[Texto Divulgado] "É Halloween" E quando perguntaram para Baekhyun o que ele vestiria, ele apenas respondeu que se vestiria como o pior monstro que ele conhecia.
Não recomendado para menores de doze anos
O que surge do vazio...
Notas de Cabeçalho

Breathe.

Capítulo 1 A humilhação...

Na mais belíssima clareira de uma floresta um tanto afastada de um vilarejo norueguês, Silja estava trêmula, ofegante e com o corpo esguio repleto de suor.

A Lua cheia já havia percorrido uma boa parte do céu naquela madrugada e a jovem Huldra não conseguira fazer absolutamente nada com a árvore diante dela.

Tentou de tudo: galhos nascerem ou se retorcerem, esticar ou envergar o tronco, expor ou aprofundar as raízes... Somente falhas. Nem mesmo o simples brotar de um mísero botão, apesar de todo seu esforço...

Mais furiosa que desfalecida, acabou por fim cessando o ato.

Seus lindos olhos cor de mel estavam marejados de raiva e de vergonha, já que falhara miseravelmente na mais banal das habilidades de sua raça.

Deixou-se cair de joelhos no solo duro, sem que tal baque de fato a machucasse.

Não.

O que realmente lhe doía era o coração, pois estava diante de Ulrikke, sua mentora. Era muita vergonha para uma Huldra só.

Sua longa cabeleira cor-de-fogo encobriu-lhe a face contrita conforme o vento frio da noite soprava calidamente por seu Corpo, como que tentando confortá-la.

Ela quis gritar em negação, mas preferiu morder o lábio inferior ao ponto do sangramento enquanto sua cauda tombava no chão como que morto.

- Eu... Não consigo, M'ma... - ela choramingou com um tom de voz que faria o mais brutal dos homens se apiedar de sua lamúria. - Eu NUNCA consigo...! Por quê? PORQUÊ?!

Afundou o rosto no gramado esperando pela punição.

Sempre havia uma punição...

❖❖❖
Notas de Rodapé

Eu e meu caro amigo Diablair, agradecemos profundamente pelos acadêmicos que estão acompanhando a história neste exato momento... Vocês estão prestes a serem testemunhas de uma gênese única, nunca antes vista...

Apreciem. E obrigada (o), pois estamos MUITÍSSIMO orgulhosos de nossa primeira cria...

Apreciadores (4)
Comentários (0) Ninguém comentou este texto ainda. Seja o primeiro a deixar um comentário!

Outras obras de 6 de Janeiro

Outras obras do gênero Ação

Outras obras do gênero Aventura

Outras obras do gênero Drama

Outras obras do gênero Erótico ou Adulto