Renascentismo
6 de Janeiro
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 10/08/22 11:41
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 2min
Apreciadores: 2
Comentários: 0
Total de Visualizações: 85
Usuários que Visualizaram: 3
Palavras: 327
[Texto Divulgado] ""
Não recomendado para menores de dezesseis anos
Notas de Cabeçalho

Eu venho ouvindo Florence + Machine e outras loucas livres que existem por aí.

Capítulo Único Renascentismo

Passo meus dias afogada em café

As dores pelo corpo

Catalizam as dores de cabeça

A culpa de existir volta a aparecer

Nunca estive tão religiosa

E talvez tão desesperada

Mas sempre cedi aos extremos

Pois é a única forma de sentir

É bom estar viva

Chorando toda noite

Passando muitas horas comigo mesma

Em meu banheiro

Olhando nos olhos da minha fera

Ela ainda vai me devorar.

Passo os dias ouvindo vozes

De grandes mulheres loucas e livres

Procuro me ver nos traços

Que são louvados, nelas

Estou com uma tosse que não passa

Já tem meses que meus pulmões

Pedem misericórdia

Há uma forma de ser saudável

E mesmo assim trabalhar igual uma desgraçada?

É bom estar viva

Sentindo o poder do amor em meus dedos

Mas eu ainda preciso me agarrar pelos ombros

Bater em meu rosto

E me acalmar

Pois basta uma palavra mal interpretada

Para me fazer desmoronar

Andei socando umas paredes

E umas palavras pela casa

Andei prevendo o futuro

E te digo, não estou animada.

É assim que minha mãe se sentia?

Ou ela é mesmo um ser de luz elevado

Com poderes internos

Que não são genéticos

Como eu, um ser tão caótico

Posso ter saído de um anjo

Como ela?

É assim que minhas avós se sentiam

Quando tinham oitenta mil filhos

Para carregar

E maridos insuportáveis

Com o demônio na carne?

É assim que é ser

A geração mais livre de nós todas?

Finalmente compreendo elas

E não consigo ser forte como elas

É bom estar viva

Ligo chorando para a mamãe

E afogo as mágoas com o papai

Cada fim de semana, me enfio

Em uma casa familiar diferente

Pois preciso me sentir amada e segura

Preciso ter certeza

De que não estou deixando nada para trás.

É bom estar viva

Com muitas propostas de emprego

Para agarrar

Seria muita arrogância dizer

Que nenhum deles me merece, realmente?

Quando isso vai mudar,

Quando isso vai passar?

❖❖❖
Notas de Rodapé

I met the devil

You know, he gave me a choice

A golden heart or a golden voice

Apreciadores (2)
Comentários (0) Ninguém comentou este texto ainda. Seja o primeiro a deixar um comentário!

Outras obras de 6 de Janeiro

Outras obras do gênero Cotidiano

Outras obras do gênero Crítica

Outras obras do gênero Crônica

Outras obras do gênero Drama